Músicas em PararaTimBum: espetáculo gratuito em Mauá e Ribeirão Pires

O grupo de teatro Os Geraldos, de Campinas (SP), participa do Circuito Sesc de Artes 2024, circulando por 10 cidades paulistas com o show cênico-musical Músicas em PararaTimBum, com direção de Douglas Novais. 

Em cena, um elenco de 11 atores canta e toca ao vivo uma trilha sonora baseada principalmente em ritmos brasileiros, como samba, coco e baião. As músicas – a maioria composições de Everton Gennari, autor da dramaturgia original e diretor musical da obra – compõem uma dramaturgia inspirada na jornada do herói.

As próximas apresentações são em Mauá (25/5), Ribeirão Pires (26/5). As apresentações ocorrem sempre aos sábados e domingos, com entrada gratuita. Em todos os dias, que têm horários variados (conferir no serviço a seguir), o grupo Os Geraldos fecha a programação.

“Músicas em PararaTimBum” conta a história de uma princesa, que – ao assumir o reino de seu pai, que ficou doente – proíbe qualquer tipo de som, adoecendo ainda mais seu pai e todo o povo. Arrependida do que fez, ela vai a PararaTimBum e encontra o mundo colorido e musical onde moram as Notas Musicais. Lá, instrumentos tradicionais, como piano, acordeon e violoncelo, juntam-se a instrumentos inventados, como sacolas, bolas e baldes, para revelar à princesa o poder transformador da música. “É um espetáculo muito alegre, que celebra a beleza e os ritmos da música brasileira”, declara o diretor.

O show se constitui de camadas voltadas à fruição de espectadores de todas as idades. Enquanto as crianças se encontram representadas pela princesa – abrindo espaço para vivenciar com a protagonista suas emoções e aprendizados -, aos adultos há camadas mais profundas da dramaturgia, com reflexões sobre efeitos do autoritarismo, a força política de um coro e o poder transformador de uma experiência artística, do ponto de vista tanto da própria catarse diante do espetáculo, quanto da transformação que ocorre com a protagonista. 

A temática da conscientização ambiental também chega a todas as idades, com a exploração sonora e visual de materiais claramente reutilizados, como o balde, que protagoniza as principais músicas da peça. A trilha, por fim, executada ao vivo, transcende qualquer faixa etária. Desse modo, o espetáculo se propõe a contribuir com a formação de público de teatro, fortalecendo, por meio da fruição compartilhada de uma mesma experiência artística, o vínculo e o diálogo entre adultos e crianças.

Douglas Novais, diretor do espetáculo, é também ator, pesquisador e professor de teatro. Doutor (2016), Mestre (2012) e Bacharel (2008) em Artes Cênicas pela Unicamp, é ator e coordenador do grupo Os Geraldos. De 2013 a 2019, foi assistente de Curadoria do Projeto Ademar Guerra, do governo do Estado de São Paulo. Em 2021, foi consultor pela OEI – Organização dos Estados Ibero Americanos e, em 2022, foi assistente de direção de Gabriel Villela no espetáculo “Henrique IV”. Esta é a primeira vez que Douglas assina a direção de um espetáculo do grupo.

Já a autoria da maioria das músicas, assim como a direção musical e a regência em cena, é de Everton Gennari. Ator e cantor, Everton é formado pelo curso técnico em Teatro do Senac Araçatuba, em que foi docente nos cursos técnicos em Teatro e Canto de 2019 a 2023. Foi orientador no Projeto Ademar Guerra, em 2015, 2017 e 2018. Diretor da Cia Banda Tribuss, que faz teatro e música com sucata. É diretor musical dos espetáculos “Cordel do Amor sem Fim – ou A Flor do Chico” e “Ubu Rei” (ambos com direção de Gabriel Villela), em conjunto com Babaya Morais.

Serviço:

“Músicas em PararaTimBum”

Sábados e Domingos nas cidades de:

Mauá

Dia: 25/5, sábado das 14h às 18h

Endereço: Parque da Juventude – R. Francisco Ortega Escobar – Vila Noemia, Mauá – SP, 09370-550

Ribeirão Pires 

Dia: 26/5, domingo das 14h às 18h

Endereço: Vila do Doce – R. Boa Vista, s/n – Centro, Ribeirão Pires – SP, 09400-180

Redação

Postagem Anterior Próxima Postagem